Os adolescentes e o Carnaval

-

Iniciando fevereiro, mês do carnaval! Com a folia se aproximando, pensei que algumas orientações seriam muito bem-vindas, tanto para os jovens quanto para os adultos que costumam se divertir durante o feriado.

– Atenção para o excesso de exposição solar; mesmo com dias nublados, a radiação ultravioleta chega até a pele. O ideal é usar protetor solar em todo o corpo, com 20 minutos de antecedência, e tentar reaplicá-lo ao longo do dia, se a festa for muito extensa. Cuidado com a chamada “insolação” – muito sol, falta de hidratação e exaustão física são receita quase infalível para alguém passar mal. Se possível, use chapéu ou boné e leve óculos de sol. Roupas frescas e com tecido respirável ajudam muito. Use calçados confortáveis para proteção contra traumas (entorses, “pisões”) e bolhas.

– Por falar em hidratação: o ideal é a hidratação com água, sucos ou água de coco, sempre de procedência confiável; atenção com o gelo utilizado e sua origem. Não espere sentir sede para começar a hidratação.

– Máximo de cuidado com o consumo de álcool; nessa época, é muito comum a experimentação e o exagero, apesar da venda a menores de idade ser proibida. Se você tem um jovem em casa, o ideal é dialogar MUITO antes das festas, já que o álcool é a substância lícita mais consumida por jovens no mundo todo. Pode levar a situações e comportamentos de risco, como passar mal, não se lembrar do que aconteceu, fazer decisões impulsivas, como dirigir bêbado, pegar carona com alguém embriagado ou se envolver com pessoas inadequadas, além de aumentar o consumo das drogas ilícitas… Enfim, a lista de problemas é enorme. Importante lembrar que o consumo de álcool com energéticos dá a falsa impressão de ser algo mais permitido, mais “tranquilo”. O consumo deve ser desestimulado, e não se deve aceitar qualquer bebida de estranhos, assim como não se deve nunca deixar sua bebida sozinha, mesmo se for um copo com água. Por falar novamente em água, se o consumo alcoólico for inevitável, a melhor orientação é alternar com água.

– Não saia de barriga vazia para a folia: dê preferência por alimentos saudáveis e evite frituras e gorduras. O jejum prolongado deve ser evitado; ao escolher o alimento a ser consumido, fique de olho em sua origem e conservação.

– É essencial levar um documento que identifique o folião, juntamente com o endereço e contato de algum adulto ou outra pessoa responsável. Cuidado com grandes volumes de mochilas e bolsas e leve sempre um pouco de dinheiro.

– Oriento para que qualquer um que vá pular o Carnaval fique com sua turma, seu grupo de amigos, com alguém conhecido; mesmo assim, saiba dizer NÃO para qualquer contato inoportuno (brigas, carinhos forçados, etc.). Muito importante também é comunicar seu paradeiro para alguém que não está pulando o Carnaval, caso seja necessária alguma ajuda.

 

Bianca Rodrigues de Godoy Lundberg | Médica de Adolescentes. Faz acompanhamento de rotina dos jovens de 10 a 20 anos de idade em consultório na Vila Clementino, zona Sul de São Paulo.

Mais informações em www.biancalundberg.com

Compartilhe esse texto