7 dicas – Como se recolocar no mercado

-

Procurar um emprego deve ser encarado como ter um emprego. Procure estabelecer uma rotina e faça algo todo dia. Mesmo que pareça que você já enviou email para TODO o mundo sempre é possível fazer mais alguma coisa  – Um contato, um evento ou um café com aquele amigo distante….

1.  Mantenha seu cv e linkedin sempre atualizados. Caso seja possível pagar pelo linkedin premium vale a pena (custa mais ou menos R$ 50,00 por mês) – Com ele além de seu perfil ficar mais visível, você poderá mandar mensagem direta aos recrutadores e realizar buscas mais direcionadas a posição que está buscando

2.  Faça uma breve descrição de sua experiência (tipo uma manchete) de duas ou três linhas para mandar junto com seu cv – No email ou no whatsapp – Isso ajuda a pessoa a entender quem você é sem ter que abrir seu cv – Escreva de uma forma que chame atenção para suas principais realizações.

3.  Ative sua rede – Informe o maior numero possivel que você esta buscando recolocação (mesmo pessoas da sua rede pessoal – até aquela tia que você só encontra de vez em quando) quanto mais gente souber maior a chance de encontrar uma vaga legal. Parece besteira, mas as vagas surgem dos lugares mais inusitados.

4. Comece sua busca – Se inscreva no linkedin e sites de vagas. A maioria dos sites de recrutamento usa algoritmos que funcionam no formato – quanto mais você usa mais visível fica seu perfil então tente entrar todos os dias e fazer pequenas modificações.

5.  Seu cv deve ter no máximo três paginas (idealmente duas).  Faça um pequeno resumo de sua principais funções e projetos – Muitos recrutadores gostam de entender quais são os principais resultados atingidos. Uma coisa muito importante é não mentir – Nem no CV e nem na entrevista – Não adianta nada ser contratado e depois não conseguir exercer a função para que foi contratada ou pior acabar sendo desligada..

6. Pense em exemplos/ histórias de sucessos e fracassos ao longo de sua carreira – A maioria das entrevistas além de perguntar sobre sua experiência, vai pedir que você conte exemplos de competências como por exemplo solução de problemas, como lida com desafios e fracassos, como trabalha em equipe, etc.

7. Tente manter o controle emocional – busque realizar atividades prazerosas ao longo do dia e aproveite os momentos ociosos para se desenvolver pessoal e profissionalmente. Existem muitos sites de cursos gratuitos que são bem legais como por exemplo o Cursera e a FGV online.

 

Respire fundo. Tenho certeza que com paciência e persistência dará tudo certo.

Boa sorte!

Patricia Zaborowsky Neufeld |Formada em Psicologia pela PUC-SP, atua há mais de 15 anos como profissional de RH, ocupando cargos em grandes empresas nacionais e multinacionais.

Compartilhe esse texto