barra

Todo mundo que já fez uma reforma e permaneceu em casa durante as obras sabe a dor de cabeça que poeira, barulho, pessoas estranhas circulando dentro de casa são capazes de causar. O que te faz pensar duas e até três vezes antes de pôr a mão na massa novamente, não é?

Couple using colour swatches
Pensando em fatores como diminuir a geração de entulhos (a construção civil é um dos maiores geradores de entulho do planeta), mas também em situações em que a obra precisa ser realizada rapidamente, é que a indústria da construção civil segue desenvolvendo produtos que nos permitem fazer alterações significativas sem grandes impactos durante a obra.
A seguir, conheça algumas soluções inovadoras para reformar sem trauma:

1) Eletrofitas
Para criar pontos novos de tomada ou para deixar aquele seu lustre maravilhoso centralizado com a mesa de jantar, sem precisar rasgas paredes ou lajes, existem as eletrofitas, que são condutores elétricos em forma de fitas autoadesivas e eliminam a necessidade do eletroduto (o famoso “conduite” e da passagem de cabos elétricos). O produto não forma relevo aparente e pode ser escondido por revestimentos e acabamentos. Só pode ser usado em ambientes internos e necessita de mão-de-obra especializada em elétrica. Para saber mais, você pode acessar o site www.eletrofitas.com.br

foto3

2) Piso autonivelante

Os pisos autonivelantes são revestimentos de alto desempenho a base de epóxi ou poliuretano que, por sua fluidez, são autoadensáveis e autonivelantes. Podem ser aplicados diretamente sobre o contrapiso de concreto ou sobre revestimento existente, como porcelanatos, cerâmicas, madeiras, pedras naturais e até mesmo pisos de chapas metálicas. O piso aplicado apresenta aspecto monolítico, o que quer dizer que dispensa juntas de dilatação. Os pisos autonivelantes são largamente utilizados em ambientes hospitalares, garagens e pátios, mas alguns fatores chamaram a atenção de arquitetos para sua utilização em ambientes residenciais e corporativos de menor porte:

– aplicação simples e rápida, sem necessidade de equipamentos especiais, com secagem de 2 a 3 horas, dependendo da composição do produto

–  alta impermeabilidade, o que faz com que possa ser aplicado até mesmo em ambientes molhados, como cozinhas e lavanderias

– pouca espessura do piso acabado (de 1 a 3 mm, dependendo do material e do fabricante)

– não absorvem sujeira e são fáceis de limpar

Algumas empresas, como a NS Brazil (http://www.nsbrazil.com.br/), capricharam no catálogo de autonivelantes, oferecendo uma ampla gama de cores e efeitos, que vão desde o cimento queimado até os efeitos marmorizados, passando ainda pelas cores sólidas.

2

 

3) Rodapé de sobrepor

Esta solução permite mudar o rodapé sem a necessidade de remover o antigo. Fabricado em MDF Ultra (resistente a umidade e cupim), este rodapé já vem laqueado. O que significa que você só precisa da mão-de-obra de um marceneiro para fazer o corte das peças e colar.

3

foto4

 

4) Di-Noc

A 3M lançou uma linha de revestimentos vinílicos e autoadesivos que podem ser aplicados diretamente sobre a superfície existente. Se você sonha com aquele painel em madeira, mas algo te impede de executá-lo, pense seriamente em aplicar películas vinílicas. Ou se cansou da sua bancada de madeira e queria mesmo uma superfície metálica, lembre-se deste post antes de começar a quebrar a casa. A película Di-Noc reduz os custos com mão-de-obra e materiais, conferindo rapidez na execução. Por ser o vinil um material altamente flexível, o revestimento pode ser aplicado sobre superfícies lisas, curvas e até mesmo sobre móveis e luminárias. A 3M possui um catálogo com cerca de 500 opções de acabamentos que, claro, são simulações de materiais reais, mas a realidade com que são reproduzidos vão te impressionar – até na textura.


foto2

 

 5 – Gesso acartonado (drywall)

Tudo bem, drywall não é exatamente um produto inovador. Mas, aqui no Brasil, ainda temos um certo preconceito para utilizar este sistema construtivo dentro de nossas casas, alegando que não são tão resistentes como a boa e velha parede de tijolos ou que deixam passar som de um ambiente para o outro. Realmente, a resistência da parede de drywall (nome comercial para o gesso acartonado) não é a mesma que uma parede de alvenaria, mas não é frágil a ponto de não resistir a um impacto doméstico. Quanto ao isolamento acústico, a aplicação de uma manta de lã de rocha ou lã de vidro entre as placas, faz com que a parede de gesso acartonado isole tanto quanto outra parede convencional. A vantagem deste sistema está, sem dúvida, na rapidez da instalação e na diminuição de incômodos dentro de casa durante a obra. Considere esta solução se você precisa delimitar um ambiente ou fechar um vão enquanto está morando no imóvel. Nada de pedreiro “virando massa” para rebocar a parede nova: o dry wall é um sistema pré-fabricado, montado na obram, que necessita somente de aplicação de massa corrida e pintura. Pode receber outros revestimentos, como porcelanato, cerâmica, pastilhas, papel de parede etc. Para áreas molhadas, como cozinhas e banheiros, deve-se usar a placa RU (resistente a umidade). Além da construção de paredes, o gesso acartonado é utilizado na execução de forros, nichos decorativos e até mesmo armários.

4

 

6 – Cuba Deca de sobrepor à existente 

Na Expo Revestir de 2015, a Deca expôs uma cuba de apoio que pode ser instalada sobre a bancada existente. O produto nasce da constatação de que muitos hotéis possuem, nos banheiros, bancadas de granitos com cubas ovais embutidas. Como as obras no mercado hoteleiro deve ser realizado muito rapidamente, desenvolveu-se esta solução em que não é preciso eliminar nem a bancada e nem a cuba existente – o que ainda contribui para minimizar a geração de entulhos (pensa no que seriam todas as bancadas e todas as cubas de um hotel inteiro no LIXO!). Para os banheiros residenciais, esta cuba possibilitaria modernizar o banheiro sem remover a bancada e a cuba existentes. A promessa da Deca era que o produto seria lançado em julho de 2015, mas ainda estamos aguardando que esta bela novidade passe a figurar o catálogo deste e de outros fabricantes de louças.

foto1

 

7) Porcelanato slim

Quase todos os fabricantes de porcelanato já possuem em seus catálogos a opção “slim” ou “extra finos”. Enquanto um porcelanato comum tem espessura de 1.2mm em diante, os porcelanatos slim têm de 3 a 8 mm de espessura. E como isso facilita sua reforma? Com este novo formato, o porcelanato pode ser assentado diretamente por cima do revestimento antigo. Vale para paredes e pisos. Assim, consegue-se eliminar uma boa (e desgastante) etapa da obra, que é a remoção do piso antigo à base de talhadeiras e muito pó! Além disso, o piso sobre piso gera uma economia de mão-de-obra e materiais, já que, ao remover o piso existente, é necessário regularizar o contrapiso, corrigir a impermeabilização (no caso de áreas molhadas), aguardar o tempo de cura e secagem, para então iniciar a instalação do piso novo.

7

Reformar em tempo recorde, gerar menos entulho, diminuir os custos e, ainda por cima, eliminar quebradeira e barulho dentro de casa são algumas das vantagens dos 7 produtos aqui apresentados. Há, no mercado da construção civil, muitas outras soluções que vem sendo desenvolvidas no sentido de facilitar obras rápidas e de baixo impacto. Por isso, se o fantasma da reforma te desanima, saiba que um bom planejamento e um boa pesquisa de materiais podem deixar a casa dos sonhos ao seu alcance!