barra

Com o número altíssimo de casos de bebês com Microcefalia em decorrência de infecção pelo vírus Zika, e como fisioterapeuta e integrante deste grupo, me sinto na obrigação de orientar as mamães de como estimular seu bebe.

Uma das características desta doença é a má formação crânioencefálica, ocorrendo uma diminuição do perímetro encefálico (de 31 à 31,9 cm de diâmetro). Os danos causados pela microcefalia não são iguais em todas as crianças, mas tem como consequências o atraso do desenvolvimento neuropsicomotor, auditivo, visual, cognitivo, de linguagem e da fala…..vejam bem…é um atraso, mas se bem estimulado o bebê irá conquistando todos estes aspectos conforme o nível de comprometimento da doença, e principalmente ser for acompanhado por uma equipe multidisciplinar desde o período pré-natal.

O bebê deverá ser estimulado o mais precoce possível, de 0 a 3 anos que é o melhor período para a redução do nível de comprometimento causado pela má formação. O desenvolvimento motor do bebê segue uma sequência no sentido crânio caudal, ou seja, da região da cabeça e cervical até o quadril. Uma das primeiras conquistas no desenvolvimento do bebê chamamos de “controle de cabeça”, em que o bebê consegue controlar a cabeça firme, depois o bebê deverá conseguir rolar, depois manter-se equilibrado na postura sentado, em seguida começará a engatinhar e por último a andar.

testo-vacina-zika-virus

Vou enumerar então 7 dicas bem simples para as mamães estimularem diariamente seu filho com microcefalia, lembrando que serão momento de brincar com o bebê e ajudá-lo se desenvolver :

A partir de recém-nascido:

  1. Coloque o bebê de bruços e dê estímulos visuais e sonoros para incentivar o bebê a erguer a cabecinha
  2. Com o bebê deitado de barriga para cima (decúbito dorsal) erga-o segurando pelos bracinhos. Ele deverá erguer a cabecinha junto com o tronco durante este movimento.

Depois que adquirir controle de cabeça:

  1. Coloque o bebê sentado com apoio nas costas e ao lado do corpo, e gradativamente tire os apoios.
  2. Segure o bebê sentado sobre um rolo, ou um brinquedo parecido com um cavalinho ou sobre a coxa da mãe para estimular o controle da postura sentada e aos poucos a soltando.

Depois do controle sentado:

  1. Estimular o engatinhar com o rolo. Coloque o bebê de bruços e incentive o a pegar um objeto à frente.

Depois que adquirir o engatinhar:

  1. Repetir por várias vezes o movimento da criança de sentada para em pé segurando pelas mãos
  2. O cercadinho ou chiqueirinho é um lugar interessante aonde à criança irá se erguer e andar apoiada até conquistar a marcha independente.

 

Evitem ao máximo manter por muito tempo a criança no berço, no bebê conforto ou no carrinho. Deixe a criança livre em tapetes de incentivos (por ex), com objetos coloridos e sonoros ao seu redor, que irá incentivar a criança alcançá-los, desenvolver o rolar, o engatinhar e o conquistar. São pequenos estímulos que farão grandes diferenças.

As crianças com microcefalia podem ter vida normal, serem felizes, aprenderem a lidar e conviver com suas próprias limitações, aprenderem e serem independentes. Tudo que ela precisará é de carinho, dedicação, valorização, paciência, aceitação e amor incondicional.

 

Dra Adriana Cristina Mariano de Souza – Fisioterapeuta – Crefito 3 – 47067-F

Clínica Apinajés

Rua Apinajés, 203 – Perdizes

Tel: 38681182 / Zap: 976788987

www.clinicaapinajes.com.br

contato@clinicaapinajes.com.br