barra

logo_twitterAlguns alimentos têm o potencial de agravar os quadros alérgicos como as rinites. São alimentos que aumentam a liberação de histamina. Em palavras “leigas”, a liberação de histamina no corpo é causa dos sintomas alérgicos que conhecemos tão bem.

Algumas pessoas fazem todos os testes de alergia para alimentos, e recebem resultados negativos mas mesmo assim percebem que suas alergias pioram com alguns alimentos.

Alguns alimentos são considerados mais alergênicos que outros, por isso, muitos deles só podem ser oferecidos à crianças acima de 1 ano de idade, como peixe, morango e soja.

Alguns alimentos, especialmente frutas, podem causar uma reação alérgica em pessoas que sofrem de alergias ao pólen (rinite sazonal). Uma em cada cinco pessoas sofre de rinite alérgica sazonal, o que faz com que o nariz escorra ou entupa, espirros e olhos lacrimejem quando a contagem de pólen aumenta na primavera e no outono. As mesmas substâncias proteicas que desencadeiam os seus sintomas com a exposição ao pólen também estão presentes em diversos alimentos crus. Entre eles o aipo, as avelãs, o pêssego, o tomate e a melancia.

Eles contém proteínas que imitam pólen de gramíneas, que é um potente estimulante para as alergias.

destaque

O chocolate e as bebidas alcoólicas representam um papel importante como fatores desencadeantes da rinite e alergias porque aumentam a produção de muco e pioram os sintomas obstrutivos nasais. por isso, se você costuma apresentar alergias com frequência, evite esses alimentos quando tiver em crise.

As vezes podemos confundir a rinite alérgica com a rinite gustatória. Algumas pessoas descrevem que ao ingerir alimentos muito quentes ou temperados, iniciam com coriza, espirros e obstrução nasal A pimenta causa esses sintomas pois contém uma substância chamada capsaicina que pode provocar esta queixa.

Nesse caso, não seria a rinite sazonal e não há necessidade de interromper a ingestão do alimento em questão.

Texto:

Daniela Cyrulin

(11) 98300-8666 / 96508-8888
info@nutrieconsult.com.br