barra

Olá mamis, hoje resolvi falar um pouco sobre a alimentação dos pequenos, mais especificamente sobre os lanchinhos intermediários, aqueles que devem ser feitos nos intervalos das refeições!

Os hábitos saudáveis começam dentro de casa, e quanto mais introduzirmos alimentos saudáveis, de forma natural, mais a criança vai se alimentar de uma maneira correta naturalmente, sem fazer disso um “sacrifício”. E vale lembrar que servimos de exemplo a todo o momento, então de nada adianta montar um lanchinho saudável para o pequeno e devorar uma barra de chocolate na frente dele, eles estão sempre atentos!

O ideal é que esse lanche contenha uma porção de carboidrato (para fornecer energia), uma porção de proteína e uma porção de fruta (responsável pelas vitaminas, fibras e minerais).

Sugestões:

1 lanche de pão integral com queijo branco + 1 fruta

Vitamina (1 copo de leite batido com 1 fruta) + wrap com geleia de morango

1 taça de salada de frutas + 3 bisnaguinhas integrais com patê de atum

*Lembrando que são apenas sugestões, pois as necessidades individuais variam de acordo com cada criança.

É bacana incluir a criança no processo de compra, levá-la com você ao mercado de vez em quando explicando o porquê da escolha de certo alimento, deixe a criança opinar nas escolhas. Ensine o que é cada fruta e deixe que ela escolha, como se fosse um jogo. Acredite, é mais fácil a criança experimentar uma comida que ela conhece, e essa é uma maneira gostosa de ela conhecer melhor o que está comendo. Faça isso com verduras e legumes também.

Faça sempre com que ela experimente o alimento de diversas formas. Por exemplo, no caso de uma fruta, dê a fruta inteira, picada com granola, em forma de vitamina, no meio de uma gelatina.

Já no caso dos lanches escolares, muitas vezes fica mais complicado, pois com a correria do dia a dia ficamos sem tempo de fazer um lanche mais elaborado. Claro que as preferências são para os alimentos preparados em casa e com produtos naturais garantindo muita nutrição e saúde para o seu filho, mas a realidade muitas vezes é outra e quando não for possível aqui vão algumas dicas:

– Aqui vale a mesma combinação: 1 carboidrato + 1 proteína + 1 fruta;

– Opte pelos pães, biscoitos e cookies INTEGRAIS;

– Sempre coloque uma fruta na lancheira, você pode também optar pelas frutas secas ou liofilizadas para diversificar;

– geléias de frutas e polenguinho são boas opções, pois não precisam de refrigeração;

– Leia sempre o rótulo e preste atenção ao primeiro ingrediente, sempre o que vem em primeiro é o que tem em maior quantidade. Um exemplo importante são os achocolatados prontos, riquíssimos em açúcar.

– Sucos de caixinha – fique atenta aos sucos industrializados, opte pelos integrais, pois este contém 100% da fruta, não contém açúcar e aditivos;

– Sempre coloque uma garrafinha de água na mochila, as crianças esquecem de beber água;

– Converse com seu filho sobre o lanche do dia: o que mais gostou, se comeu tudo. E aproveite para perguntar para a professora se o seu filho está comendo;

– Procure variar o máximo possível as opções de lanches;

– Negocie um dia da semana para a criança escolher o que preferir levar de lanche, tudo é uma questão de equilíbrio!

Uma alimentação balanceada não tem idade e quanto mais cedo começar, melhor!

*Procure sempre a ajuda de um Nutricionista para receber orientações de acordo com as necessidades individuais do seu filho.

 

Michelle Fischer | Nutricionista | CRN 14963

E-mail: michellefnutri@hotmail.com