barra

O mercado de polivitamínicos e suplementos movimenta bilhões de dólares no mundo (principalmente nos EUA), apesar de uma evidência baixíssima de utilidade e até mesmo algumas publicações sugerindo malefícios.

Vendidos sem receita e sem a regulação da indústria farmacêutica, muitos se vendem como “energizantes”, “ativadores do metabolismo e do sistema imune”, e todas as outras alegações possíveis.

E atualmente, na onda da Covid-19 , novamente muita gente passa a apregoar efeitos fantásticos de algumas vitaminas para melhorar nossa imunidade.

No entanto, temos boas evidências de estudos que demonstram que o uso de polivitamínicos por pessoas saudáveis e sem deficiências das mesmas não traz qualquer benefício e até mesmo pode ser maléfico (como estudos demonstrando associação entre excesso de vitamina E e alguns cânceres).

Veja que não há dúvidas que diversas vitaminas participam do processo de imunidade: apenas que, se você já as possui adequadamente, na alimentação, usar doses excessivas não fará nenhum efeito adicional (como exemplo clássico, temos a vitamina C).

Sim, é verdade que há pessoas com padrões alimentares específicos que podem ter deficiências pontuais de algumas vitaminas (ex: veganos com vitamina B12), ou outros que tenham muitas restrições alimentares e estejam em risco de alguma deficiência; e também pode ocorrer que dietas mais restritivas exijam o uso de vitaminas; mas nesses casos isso deve ser avaliado individualmente (com nutricionista), dando muito mais importante a ajustar o padrão alimentar do que à suplementação. Mas em geral, com uma dieta diversificada e balanceada, rica em proteínas, frutas, legumes e vegetais, dificilmente haverá uma deficiência específica que comprometerá sua imunidade.

Portanto, evite se automedicar baseados em informações desencontradas de redes sociais. Mantenha uma alimentação balanceada e diversificada e se tiver dúvidas, procure um profissional de saúde.

Nenhum suplemento, ou mesmo medicação, tem um poder universal de ativar o metabolismo ou imunidade!

Ref: Kamangar. Vitamin and mineral supplements: do we really need them? Int J Prev Med 2012

 

Dr. Bruno HalpernCRM-SP 124905 Endocrinologista RQE55372 Doutor em Medicina USP, vice-pres World Obesity Federation pela Am.Sul, diretor comunicação social SBEM