barra

Obstrução nasal em bebês é talvez o sintoma mais incômodo para eles, mas não menos incomodo para crianças maiores. O motivo é que os bebês só respiram pelo nariz, e quando este está obstruído durante o sono, os bebês não trocam automaticamente para respiração bucal, então acabam acordando. E isso pode acontecer centenas de vezes durante a noite.

Obstrução nasal em bebês

O nariz é um tubo que leva o ar aos pulmões. Ele tem função de esquentar, umidificar e limpar o ar. Para isso tem algumas estruturas como os cornetos nasais, que em situações normais, fazem o ar esquentar e umidificar. Porém, durante um resfriado ou rinite, essas estruturas aumentas de tamanho e acabam por obstruir o ar.

Também, há produção de secreção que tem como objetivo fazer com que impurezas grudem nela e não passem ao pulmão. Mas quando em grande quantidade, também podem obstruir o fluxo aéreo.

Outros fatores de origem anatômica, como desvio de septo, são responsáveis por obstrução nasal. Vale lembrar que estes fatores só impactam em uma idade mais tardia na adolescência quando o septo é completamente formado.

Pediatras ou otorrinos são os médicos a serem consultados.

Vale levar consigo informações:
  • quando começou a obstrução, se ela é mais a noite ou durante o dia também;
  • se é crônica ou se o episódio é pontual;
  • quais sintomas vieram com a obstrução e se atrapalha o sono (roncos) ou o dia a dia da criança.

 

Muito pode ser feito desde inalação, lavagem nasal assim como algumas medicações tópicas ou sistêmicas, mas tudo isso depende do motivo da obstrução, da gravidade e da idade da criança.

Gostou desse artigo sobre obstrução nasal em bebês? Então indique para amigos.

 

Dr. Ariel Levy | Clínica Pediátrica com excelência em conhecimento e atendimento absolutamente personalizado.
☎️ 11 43062242/ 11 999700505  |  Av. Angélica 688 1° andar

Compartilhe