Onde você fez a Escola de Pais?

-

Há algum tempo atrás, em meio ao ritual de colocar as crianças para dormir, eu e meu marido ouvimos a seguinte pergunta: “Mamãe, onde você e o papai fizeram a escola de pais?”. Surpresos com o questionamento, pedimos mais detalhes e o diálogo continuou: “É muito difícil ser pai e mãe, onde vocês aprenderam a cuidar da gente?”. Respondemos à nossa filha dizendo que não se aprende a ser pai e mãe na escola, mas sim no dia a dia e no convívio entre os pais e os seus filhos. Satisfeita, ela foi dormir, mas essa pergunta ainda convive comigo. Na mesma noite fiquei imaginando em vão como seria uma escola de pais, seria obrigatório no currículo as matérias noites sem dormir, viva sem culpa, como atender ligações da escola e ouvir até o final sem tremer, criatividade nas férias, criando relações de confiança com o pediatra, professores e cuidadorase a lista continua. Mas espera aí, essa seria a minha escola, mais ainda, eu deveria passar por duas graduações diferentes, pois a demanda pelas matérias se divide entre as minhas duas filhas e para quem tem mais de um filho seria sim necessária a graduação em matérias distintas. 

Convivendo um tempo a mais com essa pergunta, cheguei a conclusão de que a escola começa assim que nos tornamos pais, aprendemos todos os dias, erramos, vamos mal em algumas provas, muito bem em outras. Talvez essa seja a beleza de ter filhos, a beleza de podermos nos dividir nos papéis de sábios e aprendizes ao mesmo tempo, de convivermos com a pureza, os encantos e as descobertas, assim como a perspicácia, as birras e divergências de outro ser que amamos incondicionalmente.  

Quando eu pedi demissão ouvi de algumas pessoas se eu me acostumaria a ser só mãe. Julgamentos do uso das palavras a parte, eu aprendi que a função mãe tem muito mais propósito do que vários cargos executivos. Aprendi que a minha contribuição para o mundo começa a partir dos exemplos que eu transmito para as minhas filhas. Somente depois dessa compreensão, me senti segura para encarar os demais “cargos” da  sociedade, com a consciência do sábio e do aprendiz. 

 

E você… 

  • Quais matérias estariam presentes na sua escola de mães? 
  • Quais aprendizados a maternidade te trouxe? 
  • O que você aprendeu hoje? E o que você ensinou? 
  • Em que situações você se permite ser sábia e/ou aprendiz? 

 

Cristiane Vicchiato | Coach, cofundadora da Eight∞ Coaching, administradora

E-mail: cristiane@8coaching.com.br/

Compartilhe esse texto