O primeiro dentinho nasceu!!! E agora?

-

É por volta de 6 meses  que o primeiro dentinho começa a erupcionar na boquinha do bebê. Para alguns, este fenômeno passa desapercebido, mas para outros pode trazer alguns sintomas, o que pode preocupar as mamães!

A erupção dentária é um fenômeno natural, fisiológico, e não uma doença. Mas embora seja fisiológico, pode vir acompanhada de alguns sintomas como:

Diarreia: que pode estar relacionada ao ato do bebê colocar sempre algo na boca e acabar ingerindo microorganismos.

Febre: há controvérsias na literatura quanto à origem de um estado febril nesta fase. Uns dizem ser ocasionado por uma leve reação inflamatória gengival durante a erupção do dentinho, mas outros associam estas febrículas a viroses ou infecções .É importante lembrar que esta reação inflamatória é leve e portanto a febre é baixa. Caso seja febre mais alta, podemos descartar a erupção dentária como a causa.

Inflamação gengival: a gengivinha do bebê pode ficar alguns dias inchada e dolorida.

Bolinhas e vermelhidão ao redor da boca

Aumento da salivação: Do sexto ao décimo mês de vida do bebê, há um amadurecimento das glândulas salivares, o que torna a saliva mais espessa e dificulta a deglutição. Mas este aumento de salivação também pode ser ocasionado pelo desconforto da erupção dentária.

Perda de apetite e irritabilidade

E o que fazer?

1. Para ajudar o bebê nesta fase, existem mordedores com conteúdo líquido ou gelatinoso no interior cujo objetivo é que seja colocado na geladeira previamente e oferecido geladinho ao bebê para aliviá-lo deste desconforto.

2. Alimentos e bebidas mais geladas também podem ser oferecidos.

3. Uma massagem com gaze ou lencinho na gengiva.

4. O Odontopediatra é o profissional que pode ajudar a mamãe nesta fase difícil, mas especial e inesquecível!!!!!

Dra. Lecy  Schwantes Iório| Odontopediatra, mãe do Artur e da Manu, Trabalha na Odontoprime (Campo Belo)

Telefones: (11) 5533-0018 e  (11) 98756-0900.

Compartilhe esse texto