barra

Nunca havia pensado em passar férias com crianças em Nova York. Jantar em restaurantes badalados, visitar museus, assistir musicais falados em inglês, andar quilometros e quilometros por dia conhecendo cantinhos da cidade. Sempre achei que as duas coisas não combinavam. E qual não foi minha surpresa ao ouvir minha filha dizer que gostou mais de Nova York do que da Disney!

Se você quer saber como foi essa viagem, dá uma olhada nessas 7 dicas:

1. Preparação: Antes da viagem, assistimos juntos a filmes que tinham Nova York como pano de fundo. Não são poucos! Madagascar, Esqueceram de Mim 2, O Ratinho Stuart Little, Uma Noite no Museu, Pets e – o mais legal de todos – Encantada! Foi uma diversão reconhecer os lugares que ela havia visto nos filmes.

2. Ritmo e organização: Antes de viajar, marquei no Google Maps todos os lugares que queria ir. Desde museus até pequenos parquinhos. Há um recurso bem bacana que você consegue salvar o mapa offline. Aí, na viagem, você consegue se localizar mesmo sem internet. Cada dia, nós escolhíamos uma área da cidade e seguíamos o roteiro dos pontos de interesse marcados no aplicativo. Respeitamos principalmente o ritmo da minha filha. Sem pressa de cumprir uma programação, íamos seguindo pelo mapa, esticando o tempo numa sorveteria, por exemplo, para descansar as perninhas, encurtando uma visita a um museu, brincando num parquinho ao ar livre para aproveitar o sol, etc.

3. Parquinhos: um dos programas mais gostosos em Nova York com crianças é brincar nos parquinhos públicos da cidade. São limpos, seguros, tem brinquedos diferentes e, melhor ainda, são gratuitos! É uma ótima parada para descansar, fazer um picnic, brincar, conhecer outras crianças. Seguem alguns deles: parquinho do Madison Square Park e do Washington Sq. Park, Bleecker Playground, West Thames Playground, Main Street Playground no Brooklyn. Não percam também os carrosséis! Jane`s Caroussel no Brooklyn, Sea Glass Caroussel no Battery Park e o carrossel do Central Park. Falando em Central Park, esse sim merece um tópico exclusivo…

4. Central Park: meu lugar favorito em Nova York, ganhou uma fã mirim! São inúmeras atividades sempre rodeadas de uma paisagem estonteante! Brincar nos parquinhos (destaque para o bacanérrimo Heckscher Playground), no carrossel super antigo e no parquinho de diversões do Victorian Gardens fazem qualquer criança pirar! Ainda dá pra dar uma volta de bicicleta, de charrete, de barquinho naquele lago lindo. Legal também ver os shows dos artistas de rua, ver a estátua da Alice no País das Maravilhas, caminhar sem pressa e fazer um picnic nos gramados. Ah! Sem esquecer do Central Park Zoo, que não tem os animais do filme Madagascar, mas é um passeio muito agradável!

5. Lojinhas: em tempos de dólar a R$ 4, vamos combinar que não dá pra fazer altas compras, né? Mas Nova York sempre tem novidades que não dá pra perder! Listo aqui algumas: FAO Schwartz (que reabriu há pouco tempo no Rockefeller Center), Books of Wonders (livraria só de livros infantis), Camp Stores (um loja nova com um conceito super bacana), The Evolution Store, Dinosaur Hill, Flying Tiger e as já manjadas lojas da Lego, Nintendo e M&M’s.

6. Museus: o objetivo aqui foi tornar esses passeios divertidos e menos cansativos para as crianças. Nova York tem museus espetaculares e enormes! Mas visitas longas podem acabar sendo maçantes para os pequenos. Uma estratégia que funcionou bem foi fazer uma visita mais dirigida aos pontos de interesse de cada membro da família. Dê uma estudada nos museus antes de viajar e já defina o que vai ver. Leve em conta os interesses das crianças e temas que estão sendo trabalhados na escola. O MoMA oferece gratuitamente os activity cards, um recurso bem legal que mantém as crianças interessadas e entretidas. Além dos já conhecidos Metropolitan, Museu de História Natural e MoMA, visitamos “museus” diferentes que fazem o maior sucesso entre os pequenos. O Museum of Illusions conta com diversas atividades de ilusões de ótica. Bem divertido e curioso! O Children`s Museum of Manhattan apresenta instalações interativas em temas como alimentação e vida saudável. Não achei nada demais, mas minha filha amou! Há também o New York Transit Museum, no Brooklyn. Instalado numa estação de metrô desativada, o espaço apresenta a história do metrô de Nova York e conta com vagões antigos que a garotada pode entrar e brincar.

7. Pontos turísticos da cidade: alguns programas podem ser adaptados para tornar a experiência mais agradável para as crianças. Dependendo da idade, atravessar o ponte do Brooklyn a pé (quase 2 km) pode ser pesado. Uma ideia é fazer o trajeto de barco, um programão diferente para as crianças, sem perder a vista linda desse lugar. Outra dica é dar um tchauzinho para a Estátua da Liberdade ao invés de fazer um programa mais longo. Usando o Staten Island Ferry, você pode ir e voltar à Staten Island de graça, ver a estátua durante o passeio e, se quiser, ainda dar uma passadinha no novo outlet de Nova York: Empire Outlets.

Não deixe de acompanhar o blog Mommy Poppins e o Time Out, com dicas sensacionais para crianças na Big Apple.

Luciana Sender | Membro do Mamis na Madrugada