barra

Muito se fala sobre os ciúmes dos irmãos mais velhos com a chegada do irmão. Mas seria “natural”? Seria uma regra?

O que podemos afirmar é que é comum, mas existem formas de minimizar essa possibilidade!

1. Conte para os irmãos da gravidez quando já der para perceber que você está grávida:

Costumamos querer contar assim que descobrimos e convenhamos que nove meses demoram muito para passar até para gente, imaginem para as crianças!

2. Explique que o bebê vai nascer bem pequeno

E vai demorar, por exemplo, para ele jogar bola, (a expectativa pode ser de que vai ganhar um amigo para brincar e isso, claro, vai gerar frustração);

3. Adaptações

Se precisar fazer adaptações no quarto do mais velho, faça com antecedência. O recém chegado vai usar o berço? Adapte o mais velho na cama nova umas 8 ou 6 semanas antes do parto. A chegada do irmão não pode ser conectada com essas mudanças na rotina do mais velho;

4. Mudanças

Todas as mudanças podem ser feitas de forma lúdica e valorizando a nova condição do mais velho: “agora que você já está grandão, vai ganhar uma cama nova!”

chegada-do-irmao

5. Recepção

Peça para ele fazer um desenho para entregar na chegada do irmão, começa a estimular a criação de vínculos entre eles;

6. Na Maternidade

Na maternidade, reparo que os adultos costumam puxar assunto com o mais velho falando justamente do recém nascido… uma forma de proporcionar assunto entre as visitas e a criança é fazendo uma exposição de desenhos nas paredes do quarto do hospital! Quando você perceber que o mais velho está ficando amuado, mostre os desenhos para os adultos valorizando-os!;

Também temos um post com 7 dicas sobre etiqueta na maternidade, que vale a pena conferir.

7. As primeiras semanas

São fundamentais para o início de vínculos saudáveis entre os filhos. Em geral, o recém nascido, precisa estar alimentado e protegido, mas o mais velho precisa de atenção! Evite pedir para ele ficar quieto “porque o irmão está dormindo”, evite ficar protegendo o caçula de forma ríspida: “ CUIDADO! Você está sujo, tira a mão da cabeça, não coloca seu lego na boca dele!”. Explique amorosamente que bebês são frágeis e com jeitinho mostre as formas adequadas de carinho, a missão aqui é aproxima-los com amor e paciência! Sim, você vai estar cansada, exausta, sem dormir, eventualmente com dores, mas acredite esses pequenos cuidados podem fazer diferença por toda a vida deles (e sua).

Lembrem-se se não for divertido, não é sustentável!

Aproveite, agora você já sabe que realmente passa muito rápido!

 

Compartilhe