barra

Que é possível guardar suas células tronco mesenquimais da gordura todos já sabem. E a StemCorp é a pioneira no Brasil e a única empresa que tem a técnica para isolar e multiplicar as células tronco mesenquimais da gordura. Então vamos falar de mais uma fonte de gordura que é descartada e que pode servir para guardar células-tronco para uso futuro? A gordura retirada de bichectomia!

 

Mas o que é bichectomia?

A bichectomia é um tipo de cirurgia em que se realiza a retirada total, ou mesmo parcial, de duas bolsas de gordura presentes uma em cada lado da boca, entre o maxilar e a mandíbula, chamadas de “bolas de Bichat”. Essas bolsas de gordura estão presentes no corpo, não importa se a pessoa está ou não acima do peso. A técnica auxilia na melhora da autoestima do paciente, pois é indicada para quem tem assimetria facial ou para quem possui um rosto mais arredondado.

E está super na moda agora, foi adotada por famosas como Angelina Jolie e Kim Kardashian. A cirurgia, que pode ser realizada por cirurgiões plásticos ou dentistas, é basicamente de redução da bochecha. O corte é realizado por dentro da boca e tem o comprimento de um a dois centímetros, geralmente. As mucosas bucais têm uma melhor cicatrização, além de não deixarem marcas aparentes. A bichectomia pode ser realizada com anestesia local ou geral. Os pontos de suturas, por serem fios absorvíveis, não precisam ser removidos. Para o procedimento, não é necessário a internação do paciente. A recuperação costuma ser semelhante ao que ocorre com a retirada de dentes (siso principalmente) e o inchaço começa a diminuir após 48 horas, ou seja, o paciente pode retornar a suas atividades em um curto espaço de tempo.

 

Células-tronco mesenquimais da gordura

O que mais queremos é nos livrar daquela gordurinha indesejada, seja ela da bochecha ou não! Queremos mais é jogar ela no lixo! Não, o lixo não! Uma vez na vida você vai poder ser feliz com a sua gordura, visto que ela é uma das fontes mais ricas em células-tronco mesenquimais. A gordura tem 500 vezes mais células-tronco por mililitro que a medula óssea. Estas células podem virar osso, músculo, cartilagem e mais gordura! “E para que alguém vai querer mais gordura?” Você deve estar se perguntando… Você sabia que o grande problema de uma lipoescultura é a reabsorção do tecido transplantado? Entretanto, se colocarmos mais células-tronco na gordura a ser transplantada a reabsorção é menor! As células-tronco mantém a gordura transplantada sem ser reabsorvida e se diferenciam em novas células de gordura. E mais, existem diversas pesquisas clínicas utilizando células-tronco de tecido adiposo para diferentes fins. Por exemplo, para aliviar marcas de expressão do rosto e até para substituir o silicone em implantes de mama (veja aqui). Mas não são somente estéticas as aplicações, estas células tem potencial de serem aplicadas em Doença de Crohn, já falamos deste assunto aqui antes, queimaduras, diabetes, fraturas ósseas, e muitas outras doenças.

 

Quanto antes guardar, melhor

A grande duvida da maioria das pessoas é: “porque eu preciso guardar minha gordura agora se posso retirar qualquer hora quando precisar?” A resposta é simples, quanto mais jovem sua célula-tronco é, melhor ela será. Todas as células do seu corpo sofrem ação do ambiente e da idade. Acumulam erros no DNA que podem comprometer seu potencial. Por isso, quanto antes você guardar suas células, melhor! E no caso de uma complicação grave, como um problema cardíaco, nenhum médico irá liberar um procedimento para retirada de gordura a fim de realizar o isolamento de células-tronco. Mas se suas células-tronco já estiverem guardadas, poderão ajudar. Por fim, quem já fez uma cirurgia sabe que a recuperação não é nada agradável, e fazer de novo para retirar células-tronco não parece uma boa idéia.

Uma das melhores formas de obter células-tronco mesenquimais de gordura é a lipoaspiração ou bichectomia, porque é possível obter uma grande quantidade de tecido adiposo e assim guardar mais células-tronco. Mas se você não tem uma programada, não tem problema! A equipe StemCorp foi a primeira a realizar estudos científicos com células-tronco do tecido adiposo no Brasil e possui toda expertise para obter estas células até de quantidades mínimas de gordura, que pode até ser retirada via punch (biópsia) pelo seu dermatologista e cirurgião plástico ou mesmo durante qualquer procedimento cirúrgico como o parto cesárea, por exemplo.

A StemCorp hoje é a única empresa que oferece o armazenamento das células-tronco da mãe e do bebê na ocasião do parto! Se você tem uma cirurgia agendada, converse sobre esta possibilidade com a equipe de especialistas e com seu médico ou dentista. E lembre-se, se você estiver interessado em guardar suas células-tronco de gordura é melhor que o faça o quanto antes para guardar células mais jovens e de melhor qualidade.

 

Dra. Natassia Vieira

Diretora científica da StemCorp, PhD em Genética e também Mamis