barra

Recebo todos os dias pais com queixas de que seus filhos estão apresentando dificuldades escolares, em sua maioria em relação ao desempenho acadêmico, que ocorrem por causas multifatoriais. Essas dificuldades, no decorrer do tempo, trazem prejuízos além do aprendizado, como nos aspectos sociais e emocionais, sendo diversas vezes, estes a causa primária das dificuldades de aprendizagem. Esse, de fato, é um assunto que merece atenção, cautela e investigação minuciosa da história de vida e de desenvolvimento, das dificuldades, as habilidades cognitivas-sociais-emocionais, motivação, autoconceito, cotidiano e rotina da criança/adolescente. É preciso compreender como pensa, aprende e se sente aquele individuo, para melhor compreender o que pode estar impactando em seu aprendizado. Mas afinal, o que é aprendizagem? “Aprendizagem é a capacidade de adquirir conhecimento através da experiência” (Kaplan, 1990).

Como então saber se é o momento de buscar um profissional para investigação e melhor compreensão do que está acontecendo com seu filho?

Alguns dicas para observar em seu filho caso esteja apresentando dificuldades na escola. Fique atento:

– Se houver discrepância entre a potencialidade que seu filho apresenta e o seu desempenho escolar (por exemplo: uma criança que é muito articulada, comunicativa, mostra-se habilidosa em diversas atividades intelectuais, mas que apresenta muitas dificuldades na escola);

– Se seu filho tem desempenho persistente muito aquém das crianças de sua idade;

– Se seu filho apresenta atrasos em alguma área do desenvolvimento (linguagem, motora, por exemplo), e mostra prejuízos na aprendizagem;

– Se seu filho apresenta dificuldades para focar a atenção, lembrar-se de instruções e informações relevantes,

– Se seu filho apresenta sintomas de ansiedade (calor, suor, tremor, medo, agitação, preocupação com seu desempenho) mediante a tarefas de casa, avaliações ou em momentos de estudo;

– Se seu filho se refere a ele com palavras negativas como ligadas ao sentimento de incapacidade e competência, quando há grande falta de autonomia, etc.

Esse vídeo criado pelo Instituto ABCD traz um pouco sobre o porquê de algumas crianças terem dificuldades para aprender:

Todos Aprendem (Módulo 2) – Por que o aluno não aprende? from Instituto ABCD on Vimeo.

Caso sejam observadas dificuldades semelhantes as citadas acima, faz –se necessária uma avaliação por um profissional especializado, a fim de se verificar se trata de um transtorno de aprendizagem, de uma dificuldade transitória de aprendizagem e ou de dificuldades advindas de causas sócio-emocionais, para que se possa realizar adequada orientação, intervenção, e utilização de estratégias para melhor desenvolvimento da criança/adolescente na escola e para possibilidade de aprendizagens significativas. É de extrema importância que os pais fiquem atentos a vida escolar da criança, para que ela não tenha prejuízos em sua autonomia, autoconfiança e motivação para aprender.

 

Referências:

Instituto ABCD: www.institutoabcd.org.br

Smith, C.; Strick, L.: Dificuldades de aprendizagem de A a Z, Artmed, 2008.

Wajnsztejn, R., et al: Aprendizagem na atualidade – Neuropsicologia e desenvolvimento na inclusão, Ed. Novo Conceito, 2010.

 

Daniella Didio Calderon | Psicopedagoga e psicóloga cognitivo-comportamental 

E-mail: danididio@gmail.com