barra

Olá, Mamis!

Hoje vamos falar sobre a Shantala, uma massagem milenar, de origem Indiana, que há anos conquista adeptos no mundo por se tratar de uma técnica fácil e que oferece diversos benefícios ao seu bebê, comprovados cientificamente, e que vão desde a saúde até o bem estar.

O objetivo da Shantala é desenvolver a interação mãe-filho, pois o seu toque sutil e amoroso é capaz de romper cadeias de tensões, bloqueios, prevenindo assim problemas futuros. Alivia cólicas e insônias, equilibrando o bebê física, emocional e energicamente. O carinho e interação vão além de uma simples massagem.

Entre os benefícios da Shantala estão:

  • Relaxamento
  • Tranquilidade/Calma
  • Melhora da qualidade do sono
  • Ativação da circulação sanguínea
  • Alívio das cólicas abdominais
  • Melhora do funcionamento intestinal
  • Melhora do sistema respiratório
  • Desenvolvimento motor
  • Desenvolvimento cognitivo

A história da Shantala começa em 1976, quando o francês Fréderick Leboier, médico obstetra, viajava pela Índia e viu uma mulher sentada na calçada em Calcutá massageando seu filho. A prática era comum no país e transmitida de mãe para filha. Encantado com aquele momento, Leboier fotografou a mulher, que se chamava Shantala, e pediu que lhe ensinasse a técnica. De volta ao Ocidente, Fréderick Leboier, que estudava sobre humanização no parto e pós parto desde a década de 60, divulgou a prática que ele batizou de Shantala em homenagem a sua “tutora”.

Para aplicar esta massagem, escolha um horário do dia em que vocês possam relaxar e curtir a presença um do outro, sem que sejam interrompidos. Utilize um óleo de massagem de origem vegetal, como o óleo de amêndoas. Siga um tutorial ou procure um profissional para lhe assessorar sobre como devem ser realizadas as manobras deste tipo de massagem e aplique todos os dias, de preferência no mesmo horário, para criar uma rotina.

“Vocês se olham. E esse contato dos olhos é de grande importância. Durante a massagem é preciso conversar com a criança. Não com palavras. É preferível permanecer em silêncio. O silêncio ajuda a concentração. E, de fato, você vai aprender a se comunicar de outro modo. Seja atenciosa. Só pense naquilo que você está fazendo. Esteja “ali!”. Fale com o bebê com os olhos, com as mãos. Com o seu ser.” (LEBOYER, Frédérick, 1976)

Não se esqueça: a hora reservada para aplicar a Shantala é a hora de ambos estarem juntos, olho no olho, toque a toque! E depois que o bebê relaxar e adormecer, que tal chamar o papai para realizar uma massagem em você? Afinal, você também merece! 😉

Amanda Gualberto | Fisioterapeuta especialista em pediatria e instrutora de Shantala

Instagram: @shantalafisiobaby