barra

Mamis,

Tudo bom? Primeiro deixa eu me apresentar. Me chamo Daniela. Sou mãe da Lela de 3,5 anos e do Dudi de 1a9m, mas além disso eu sou atriz, diretora, produtora teatral, dramaturga e arte educadora. A Débora, Editora Chefe do Mamis na Madrugada, que me conhece pessoalmente, me fez há um mês atrás uma proposta de escrever aqui uma coluna com dicas de teatro para crianças. Nem preciso dizer que amei a idéia, mas confesso que estava esperando a inspiração vir. E agora que veio, veio demais. Junto com a coluna veio um instagram onde pretendo colocar essas dicas também, já que eu, além de ser platéia assídua de teatro infantil, tenho um olhar de mãe e de profissional.

Pensei muito no que começar escrevendo, de alguma peça em especial ou alguma experiência pessoal, mas cheguei a conclusão que queria escrever sobre uma coisa que sempre me perguntam: quando e como levar as crianças ao teatro.

O teatro sempre esteve presente na minha vida. Eu era daquelas crianças que viam Saltimbancos toda semana no teatro do bairro (e até fui a Galinha no teatro anos depois), ensaiava pecinhas com os primos na casa da avó pra apresentar pros adultos, fazia shows na piscina de hotel fazenda no verão. Fiz teatro na escola, no clube, no acampamento, na faculdade. O teatro foi e é importantíssimo pra minha formação. Por isso desde que meus filhos nasceram eu faço questão de levá-los sempre. E sempre quer dizer quase que uma vez por semana hehehe… Digo que eles vão poder escolher se querem FAZER teatro como a mamãe, mas ASSISTIR é questão de educação. Arte a gente aprende a apreciar desde pequeno e é inegável o quanto contribui na formação de um ser humano.

Algumas dicas pras mamis que nunca levaram, levam pouco ou não sabem quando levarem seus filhos ao teatro:

  • Eu comecei levando meus filhos com poucos meses ainda. Não tem idade mínima se a escolha for acertada. Nesse caso, escolha peças curtas (50 minutos no máximo) e tenha paciência. Pode ser que ele curta de cara (que nem a minha mais velha) ou que você ainda tenha que levá-lo algumas vezes pra ele entender o esquema (como meu mais novo).
  • Escolha peças com música e cenários coloridos para os menores. Crianças pequenas são muito mais musicais e visuais. Para os maiores é legal começar com histórias (ou referências a histórias) que eles conhecem. Mas depois histórias novas são aventuras inéditas e deliciosas!
  • Se quiser preparar o filho antes de ir, vale tocar as musicas da peça ou mostrar algumas referências de imagens. Faça isso com a intenção de provocar a curiosidade e não entregar de bandeja. O que ele vê na TV nunca vai ser a mesma coisa do que ele verá no palco.
  • Cuidado com peças de desenhos/personagens famosos sem “autorização” da marca. Costumam ser trágicas, tanto em produção, quanto atuação e ainda são praticamente “piratas”.
  • Lugares próximos ao palco sempre prendem mais a atenção. Pipoca ou biscoitinho também ajudam os mais dispersos.
  • Respeite o tempo do seu filho. Se ele aguentar 10 minutos quietinho e depois encher o saco, saia, de uma volta e veja se quer voltar. Como já disse, assistir teatro é educação. Tem criança que se apaixona de cara e tem criança que tem que ser exposta mais vezes. Não desista que uma hora eles aprendem!

Teatro é uma delicia! Faz bem, diverte, ensina!  Espero que tenham gostado.

Bjs e até a próxima!

 

Dani Adoni | Atriz, diretora, produtora teatral, dramaturga e arte educadora

Instagram: @plateinha