barra

Você sabia que para cada tipo de cabelo existe uma chapinha ideal?! Eu juntei aqui algumas dicas, dividindo entre tipos de cabelo e tecnologias que usam. Vamos lá?

Cabelos longos e volumosos: opte por uma chapinha mais larga, para que ela “pegue mais cabelo” a cada mecha, diminuindo o tempo do alisamento. Lembrando que, se você tiver franja, vale ter uma mais estreita para ela, que vai ajudar a modelá-la melhor.

Cabelos curtos: as chapinhas mais estreitas funcionam melhor para dar um acabamento e definição nas mechas mais curtas.

Cabelos finos: a espessura depende do tamanho dos fios, o importante é que você escolha um modelo com temperatura ajustável, para poder utilizá-la, no máximo, a 180 ºC.

Existem diversos tipos de modelos de chapinhas, com diferentes materiais e tecnologias. Abaixo, conto um pouco sobre as qualidades de cada um deles:

Cerâmica: economiza muita energia e mantém a temperatura estável, fazendo com que não seja necessário passar a chapinha muitas vezes no mesmo lugar.

Com Íons: evita que os cabelos fiquem com aqueles fiozinhos arrepiados, além de fechar as cutículas e deixar o cabelo mais brilhante e macio.

Turmalina: é uma pedra mineral e as chapinhas com turmalina proporcionam mais brilho, suavidade e leveza aos fios de cabelo.

Safira: são ultra lisas e deslizam melhor nos fios, diminuindo o atrito.

Infravermelho: a tecnologia funciona ativando as moléculas de água dos fios, ajudando a deixá-los mais leves e com movimento.

Porcelana: amolece a estrutura capilar e alisa os cabelos, principalmente aqueles com processos químicos.

Aproveito para deixar aqui o link do post com dicas de Protetores Térmicos, já que por mais modernos que estes aparelhos sejam, o calor danifica os fios se você não usar um bom protetor térmico.