barra

Um pouquinho antes do Apocalipse, levei meu filho para um dos passeios mais incríveis e inesquecíveis da vida dele, que é apaixonado por animais.

Obviamente, não tem como fazer agora, mas queria contar pra vocês para que agendem para o segundo semestre porque VALE MUITO A PENA: A visita noturna guiada do Zoológico de Sp.

Já fomos no zoológico durante o dia algumas vezes e posso garantir que não tem nada a ver com a visita noturna!

Primeiro você precisa agendar. Todas as visitas do primeiro semestre já estavam esgotadas antes mesmo da história do “Coronga-mala”.

Eu consegui ir porque fiquei ligando lá direto e tiveram 2 desistências. Como eu precisava de poucas vagas, é mais fácil de conseguir encaixe. O valor do ingresso é R$100,00 para adulto e R$70,00 para criança.

Os passeios acontecem em média 2 sextas feiras por mês das 19h às 22h. Diferentemente da visita diurna, você pode parar o carro DENTRO do zoológico com toda a segurança do mundo.

Na primeira etapa do passeio, acontece uma apresentação no auditório (que fica pertinho do estacionamento), onde os biólogos fazem algumas explicações, mostram uma onça empalhada em tamanho real e uma coruja viva. Depois os grupos são divididos em 2 e cada biólogo fica com uma turma para começar a visita guiada.

Obviamente são poucos animais visitados, apenas os mais interessantes de hábitos noturnos. Só que é muito legal porque podemos tirar dúvida com os biólogos e animais que normalmente vemos no máximo uma pata ao longe enquanto dormem durante dia, agora à noite estão super ativos, sendo alimentados.

Exemplo de alguns animais que visitamos nessa etapa da visita: Anta, puma, onça.

Depois fomos no setor de sapos, onde trouxeram na mão mesmo um sapo cururu enorme para vermos de perto.

A partir daí o passeio passou de interessante e legal para super incrível. Nós fomos fomos até o setor de hipopótamos onde um veterinário nos mostrou como treinava um hipopotamo gigante a abrir a boca para cuidar dos dentes! Nós vimos a cena toda numa distância MÍNIMA! Tipo, se o bicho tivesse coronavirus, passava pra gente!

E foi super legal porque o veterinário ia fazendo toda a demonstração e explicação ao mesmo tempo. Todo mundo ficou de boca aberta!

Não tem foto porque não tinha luz nenhuma…

Depois, fomos nos bastidores do zoológico ver como são feitos os cuidados noturnos dos grandes felinos: tigre branco e leões. Por conta de uma lei federal, os animais não podem passar a noite no lugar de exposição diurna por conta do risco de fuga, então eles são obrigados a ficar em um outro espaço, onde são alimentados e cuidados pelos veterinários.

Fomos nesse espaço e os vimos bem de perto, super despertos e foi inesquecível.

Eu preciso fazer uma observação importante. Em todo o momento o zoológico explicou porque e como aqueles animais estão lá. A grande maioria não sobreviveria fora de cativeiro. São filhotes que perderam a mãe e foram resgatados, animais machucados/atropelados, alguns vieram de outros países e instituições com os mesmos cuidados e tem alguns que realmente moram na mata atlântica e estão em seu habitat. Nesse passeio, fica nítido a preocupação e cuidado que eles tem com os animais em todos os momentos.

Por fim, vimos uma girafa, o biólogo mostrou uma vértebra de verdade da espécie, vimos de perto um ouriço super fofo também aprendendo várias curiosidades sobre ele e finalizamos o passeio com um lanche super mega completo e gostoso.

Dica 1- Coma algo antes de sair. Por mais que o lanche oferecido seja bem completo, eles só oferecem tarde, quase às 22h.

Dica 2- Saia muito cedo de casa! Eu demorei 1:20 pra chegar lá, perdi o começo da apresentação e foi super estressante. Já a volta demorou 25 minutos!

Para quem quiser agendar para o segundo semestre, basta ligar no zoológico no primeiro dia util de junho que vão lançar as datas.

Peço desculpas pelas fotos. Não podia usar flash e estava muito escuro, não fazem juz ao passeio de forma alguma, mas garanto que não esqueceremos de ter visto tão de perto animais tão incríveis.