barra

É muito importante que seu filho tenha um local específico para fazer as lições de casa, com uma boa postura, espaço, luz apropriada e silêncio, não é? O mesmo se aplica ao momento de comer.

Comer no sofá, no quarto, com a TV ligada, ou conectado, não fará com que seu filho se envolva com o processo da alimentação. Ele irá comer sem olhar, sem sentir o gosto ou o cheiro e ainda perderá a oportunidade de compartilhar esse momento com os pais ou cuidadores. Perderá a oportunidade de conversar sobre o seu dia e se sentir acolhido. É claro que, neste quesito, o exemplo dos pais dá o tom. Eu mesma confesso que levo broncas dos meus filhos por estar conectada quase o tempo todo, mas tento de verdade me organizar para deixar o celular fora da mesa.

O momento de convivência na mesa combina com assuntos leves, relatos, memórias, planos. Deixe os assuntos polêmicos, broncas e notícias desagradáveis para serem abordados fora das refeições.

Sabemos que muitas vezes as rotinas das crianças são diferentes das dos adultos, mas, de acordo com o estudo desenvolvido no livro “The power of family meals”, as famílias que se esforçam para fazer pelo menos uma refeição por dia juntos têm filhos com menores índices de obesidade, menores índices de envolvimento com drogas e melhores notas na escola.

Tente reunir a sua família sempre à mesa, mas esteja aberto para criar ocasiões especiais, como um dia em que cada integrante da família escolhe algo diferente, que pode ser tão simples como um piquenique no chão da sala, ou na varanda. Deslizes na rotina são deliciosos, mas, antes disso, é importante instalar a rotina.