barra

Olá, famílias amadas!
Seguimos com a coluna de dicas da nutri Thais por aqui. E hoje vamos de 7 dicas DE OURO para não engordar em exagero na gravidez. Se vocês colocarem isso em prática a chance de engordar só o suficiente e ainda proporcionar uma saúde mais adequada para seu bebê é ENORME, então SE PREPARA, aproveita e manda a publicação para TODAS as amigas que estão nessa fase!

1- Substitua carboidratos refinados por integrais!

Carboidratos integrais saciam a fome por mais tempo, consequentemente você demora mais pra sentir fome e também acaba comendo menos. Você pode trocar as versões de pão, macarrão e arroz tradicionais pela versão integral. Uma dica é misturar um pouco de cada versão no início para ir se adaptando aos poucos!

2- Coma 3 frutas por dia!

As frutas são ricas em fibras, ajudando assim na digestão, e são ótimos lanches intermediários ou sobremesas com poucas calorias. Além disso possuem um sabor adocicado que pode ajudar a minimizar a vontade do consumo de açúcar.

3- Consuma verduras e legumes ao menos 2 vezes por dia!

As verduras e legumes são ricos em fibras, tem pouca caloria e ainda contém praticamente todas as vitaminas e minerais necessários para você. Quanto mais colorido estiver seu prato, maior variedade de vitaminas e minerais você estará consumindo.

4- Adicione mais fibras aos alimentos consumidos!

Na gestação é comum a sensação de estufamento devido ao “intestino preso”. E uma alimentação com mais fibras pode ser a solução para esse mal. Além das 3 primeiras dicas, você pode acrescentar aveia, sementes de chia, linhaça, girassol, amaranto às frutas e sucos que foram tomar. A quantidade ideal deve ser consultada com a sua nutricionista materno-infantil.

5- Beba água!

Na gestação, o volume de sangue do corpo aumenta. E para manter-se hidratada, você precisa tomar mais água, até porque é muito comum confundirmos fome e sede, e assim você evita o consumo exagerado de alimentos quando essa confusão ocorre.

6- Cuidado com o excesso de açúcar!

Os desejos são comuns, mas o cuidado com o excesso de açúcar nessa fase deve ser dobrado, já que é um fator de risco para ganho de peso excessivo, podendo levar à diabetes gestacional. Isso não significa zerar os doces, mas consumi-los com moderação. Se você engravidou já com sobrepeso ou obesidade, uma boa opção é substituir o açúcar por adoçante. Nessa fase as opções mais seguras são: acessulfame-k, aspartame, neotame e sucralose.

7- Cuidado com alimentos ultraprocessados

São aqueles alimentos conhecidos como industrializados, impossíveis de serem reproduzidos igualmente em casa. Exemplos: bolacha recheada, sorvete de massa, biscoito salgado, salgadinho chips, achocolatado pronto, macarrão instantâneo, etc. Essa gama de alimentos costuma ter excesso de sal, gordura ou açúcar, o que é bastante prejudicial para você e para o bebê.

Com comida de verdade,

Thais Locatelli

Nutricionista apaixonada pelo universo materno-infantil
@nutricionistathaislocatelli