barra

Não é uma tarefa impossível criar um currículo para um jovem aprendiz, mesmo para aqueles que não têm nenhuma experiência profissional para comprovar.  

O currículo é a primeira impressão profissional que deixamos quando nos candidatamos a uma oferta de trabalho. Por isso  é crucial garantir que ele tenha as informações e o formato corretos.  

No entanto, você sabia que existem diferentes requisitos para diferentes tipos de empregos? Estar ciente disso pode fazer toda a diferença no processo de seleção.  

O que é o programa jovem aprendiz? 

 Para quem não sabe, o programa de aprendizado de adolescentes é um plano do governo federal realizado desde a Lei de Aprendizagem (Lei 10.097/2000), que estabelece para as organizações médias e grandes contratem adolescentes jovens aprendizes. 

 O contrato de trabalho pode durar até 2 anos e, durante esse período, o adolescente obtém aprendizado teórico (em sala de aula) e no trabalho (dentro da organização contratante). 

 A principal iniciativa é que o adolescente receba treinamento para melhorar suas habilidades no setor em que trabalha na empresa. Para participar do programa jovem aprendiz, o candidato deve ter entre 14 e 24 anos de idade, estar matriculado ou ter concluído o ensino médio. 

 Os alunos de escolas públicas podem ter preferência no processo de seleção. O apoio e desempenho do estudante também pode ser um elemento diferencial no processo de contratação.  

Saiba o que colocar no currículo do primeiro emprego 

Se estamos falando de seu primeiro currículo, vale a pena investir mais tempo para torná-lo realmente interessante para aqueles que vão lê-lo. Lembre-se que este é o primeiro passo para conseguir um emprego e começar a trabalhar, e o que devemos colocar nesse currículo é: 

  • Objetivo 
  • Escolaridade 
  • Cursos Complementares 
  • Habilidades 
  • Atividades Extras 

É essencial ter cuidado de como escrever o objetivo profissional no currículo. Confira as datas e os nomes dos cursos, dando exemplos. Preste atenção nos dados de contato que você colocou se estão corretos, para que a empresa possa entrar em contato com você.  

Certifique-se também de preencher todos os campos obrigatórios, tais como informações pessoais, finalidade e história acadêmica.  

O que não deve faltar no currículo de um jovem aprendiz? 

 Informações de contato: detalhes individuais tais como nome, endereço, e-mail, idade e número de telefone. Se possível use um endereço de e-mail profissional; 

  • Experiência profissional: se você não tem experiência em um trabalho formal, vale a pena integrar programas de estágio e/ou voluntariado, assim como ocupações extracurriculares; 
  • Educação: acrescente o grau de educação, as instituições educacionais e a metrópole onde você estudou, bem como o ano de conclusão; 
  • Habilidades: incluir informações que seriam eficazes para o trabalho, bem como o papel organizacional, programas de computador e grau de proficiência em idiomas. 

Se você tiver conhecimento de outro idioma, esteja preparado para ser convidado a interagir com o recrutador nesse outro idioma, seja em um contato telefônico ou em uma entrevista cara-a-cara. 

É sempre uma boa ideia escrever seu currículo com as competências desejadas para um cargo específico em mente. Portanto, evite escrever um currículo genérico para enviar a algumas empresas. Você deve ler constantemente seu currículo e fazer os ajustes necessários antes de enviá-lo para concorrer a um novo cargo. 

Também é essencial certificar-se de que não haja erros de digitação ou de gramática. Peça a alguém que o leia e o revise antes de enviá-lo. 

Se você escreveu seu currículo em Word, salve-o como um documento PDF antes de enviá-lo por e-mail a um recrutador. Isto pode evitar que seu currículo dê algum tipo de problema na hora de abri-lo em outro computador. 

Conclusão 

 Se você está procurando uma oportunidade como jovem aprendiz, o conselho é que tenha persistência. Aprenda constantemente, nunca pare. Os cursos on-line, mesmo os gratuitos, acrescentam muito ao seu currículo. E mostra ao recrutador que você está aprendendo sempre. 

 Participe do trabalho voluntário e explique exatamente o que você faz.

Compartilhe