barra

Você já ouviu falar em “disruptores endócrinos”?

São substâncias presentes em nosso ambiente, geralmente relacionados a processos indústrias q podem, por diversas vias, modificar vias metabólicas e hormonais, e vários estudos correlacionam esses disruptores com doenças, como obesidade, diabetes, deficiências hormonais em crianças, tumores e mortalidade precoce.

Um dos disruptores mais conhecidos e estudados é o bisfenol A, presentes em alguns plásticos e que levou a campanhas para erradicação em mamadeiras e plásticos similares ao redor do mundo.

Uma surpresa para muitos, porém, é que a maior concentração de bisfenol A hoje é em “papéis térmicos”, aqueles que recebemos na segunda via de cartão de crédito ou em notas fiscais. Há dados que mostram que a quantidade de bisfenol é muito maior (mais de mil vezes) que nas mamadeiras.

O bisfenol A já foi estudado em diversas situações e acredita-se que ele pode reduzir os níveis e a ação de hormônios masculinos (como a testosterona) e femininos, alterar a secreção de insulina pelo pâncreas, facilitar acúmulo de gordura, proporcionar aterosclerose, entre outros.

Um estudo recente prospectivo avaliou o bisfenol eliminado pela urina e mostrou que aqueles com maiores níveis tinham riscos 50% maior de mortalidade precoce (embora, como em qualquer estudo observacional, não é possível estabelecer causalidade).

Há evidências que ele pode atravessar a pele, mas o maior risco talvez seja pegar papéis do cartão e comer logo em sequência!

Pode parecer terrorismo, mas em alguns países já há movimentos para modificar a composição desses papéis, retirando o bisfenol.

Nesse sentido, uma dica simples é evitar ao máximo pedir a segunda via ou pegar notas fiscais eletrônicas e, se pegar, não mantê-las se acumulando na carteira, além de sempre lavar a mão depois!

Grávidas e crianças são os que mais devem ter cuidado!

Ref: Bjornsdotter. Bisphenol A and replacements in thermal papers. Chemosphere 2017/Bao. Association Between BPA Exposure and Risk of Mortality in US Adults. JAMA Open 2020

 

Dr. Bruno HalpernCRM-SP 124905 Endocrinologista RQE55372 Doutor em Medicina USP, vice-pres World Obesity Federation pela Am.Sul, diretor comunicação social SBEM