barra

Alergia é uma reação exagerada do sistema imunológico medida pelo anticorpo IgE.

Após ingestão de um alimento, mesmo em pequenas quantidades, se desencadeia uma série de sintomas como urticária, inchaço em língua, pálpebras, lábios, orelha, falta de ar e congestão nasal.

Praticamente todos os alimentos são alergênicos porém a soja, amendoim, leite, camarão entre outros são os mais comuns.
A intolerância é uma reação a alimentos não medida do IgE, tendo como sintomas mais comuns cólicas, diarréia e flatulência (gases).

Basicamente são três as proteínas do leite, a alfalactoalbumina, a beta lactoglobulina e a caseína, todos potencialmente alergênicos.

A lactose é um açúcar duplo (galactose-glicose) que é hidrolisado, em pacientes normais, pela enzima lactase presente no estomago. Pacientes intolerantes produzem pouco ou não produzem esta enzima. Para se saber se você é alérgico pode ser feito, em consultório, um teste cutâneo (teste de puntura) complementando com testes laboratoriais, muito precisos além de colher uma anamnese (histórico do paciente) completa e detalhada.

Em relação à intolerância é realizado um teste de tolerância á lactose em laboratório, que consiste em dar uma quantidade conhecida de lactose e dosar de 30 em 30 minutos a glicose no sangue. Uma vez determinada a alergia a leite de vaca, o único tratamento possível é a não ingestão do leite e seus derivados.

Já para os intolerantes se orienta a ingestão prévia (minutos antes) de comprimidos da enzima lactase encontrada em farmácias tradicionais ou de manipulação.

Lembrar que alguns medicamentos de uso comum (analgésicos, antiflamatórios, etc) podem conter lactose, devendo-se ler a composição com cuidado e que para pacientes com intolerâncias graves as reações podem ser intensas.

 

Dr. Hélio Schainberg | Alergologia, Imunologia Clínica, Reumatologia e Clínica Geral Formado pela PUC CAMPINAS, Especializado em Boston e Toronto, Corpo clínico dos hospitais Albert Einstein e Oswaldo Cruz.
Cel. 11 992400338