barra

Um estudo recente da Universidade de Michigan e publicado eletronicamente na revista American Journal of Infection Control mostrou que, em 27.201 pacientes testados para Covid 19, os pacientes que haviam recebido a vacina Influenza (vacina da gripe) tinham uma chance 24% menor de testarem positivo para Covid do que aqueles que não tomaram.

Ou seja, de acordo com esse estudo, os pacientes que tomaram a vacina da gripe estariam mais protegidos contra a Covid 19!

Além disso, os pacientes vacinados para gripe internaram menos, ficaram menos tempo no hospital e menos frequentemente precisaram ser intubados para receber ajuda da ventilação mecânica.

O mecanismo envolvido nessa proteção não esta bem esclarecido mas aparentemente pode envolver ativação da resposta inata (é a resposta natural, inespecífica e não direcionada a um microorganismo específico) que funciona independentemente de um antígeno específico que a estimule.

Apesar de ser um estudo retrospectivo, essa coorte tem resultados bem interessantes frente ao que temos vivido sem vacina para toda população até o momento.

Vejo que essa pode ser uma forma, ao menos para pacientes que ainda não receberam a vacina, de tentar reduzir o risco de contrair Covid 19 e amenizar a gravidade da doença no momento atual.

Esse não deve ser, entretanto, o único motivo para vacinar-se contra a gripe. Essa vacina sempre é recomendada uma vez que os sintomas podem se misturar com os do Covid e principalmente porque o vírus Influenza também pode ser letal.

Ref: http://doi.org/10.1016/j.ajic.2021.02.012

 

 

 

Compartilhe