barra

Acho muito engraçado cozinhar com algumas pessoas. É curioso como algumas não veem nem se têm ovo em casa quando começam a fazer um bolo e outras têm até baunilha “em peça”, para quando precisarem.

Essa é uma questão de personalidade, diriam alguns. No meu ver, é super fácil de resolver: pega uma boa receita (sim, existem muitas receitas ruins por aí e que eu bato o olho e sei que vão dar errado), separa tudo primeiro (ingrediente por ingrediente), e depois começa a cozinhar.

Não tem situação pior também que ter só um ovo pra fazer uma omelete e descobrir que ele está apodrecido. Então, o ideal mesmo é ter pelo menos dois ou três, pra evitar a fadiga.

E quando a receita é ruim? Quando as etapas estão desorganizadas!

Vou te dar algumas dicas que farão muito sentido de hoje em diante na sua vida!

  • Todas as vezes que você for fazer um bolo que contenha os itens: manteiga, açúcar e ovos, veja se a receita começa pedindo que você faça (na batedeira) um creme “esbranquiçado” com a manteiga e açúcar e vá adicionando os ovos ou não. Se não, esta receita tem grandes chances de estar ERRADA! Porque, Gabi? Por que este método, chamado cremage, é o responsável pela estrutura do seu bolo, pão, doce! Isso por que o creme fica aerado e durante o processo de cozimento o vapor criado pelos ingredientes líquidos da massa irão expandir bolhas de ar que irão capturar gases liberados pelo fermento, deixando a massa mais leve e mais fofa.

 

  • Nunca bata demais sua manteiga e nem sua clara em neve! Você irá retirar toda a aeração que se busca nestes processos. Se você fizer isso com seu creme de leite, ele irá virar manteiga também! Tudo que é demais não serve para a cozinha! Então tome este cuidado, comece batendo na velocidade mais baixa para gradualmente ir aumentando e não ultrapasse o tempo ou você pode perder tudo e a receita “desandar”.

 

  • Outra dica legal para QUALQUER receita: separe todos os ingredientes secos dos molhados. Por exemplo: farinha, açúcar e fermento para cá – leite, óleo, ovos, extrato de baunilha para lá. Então em uma receita de liquidificador, vamos dizer de bolo de cenoura, você bate todos os líquidos no liquidificador e passa para um bowl, que já contenha a farinha de trigo e o fermento e finaliza misturando tudo com um batedor de arame (fouet). Provavelmente você irá bater no liquidificador o açúcar e isso porque ele PRECISA triturar com a cenoura e o óleo e virar uma pasta, do contrário ele ficará suspenso na receita e espalhado, não adoçando o bolo por inteiro.

 

  • Você sabe aromatizar seus ovos? Ou tirar “o gosto de ovo” da receita? Use extrato de baunilha: algumas gotinhas, ou mesmo raspas de limão ou de laranja e bata bem! Veja se combina com a receita e seja feliz!!!

 

  • Você certamente sabe o que é roux, só não o conhece com este nome! Todas as vezes que for fazer molho branco, bechamel, você usa manteiga, farinha de trigo e leite. Mas você sabia que a quantidade de manteiga e farinha precisa ser a mesma? SIM! E a proporção do leite para a quantidade de roux é de 10x mais, ou seja, 50g de manteiga + 50g de farinha= 100g de roux, você usará 1000ml (ou 1 litro), de leite. Agora tempera com sal, pimenta do reino e noz moscada, e “bora” fazer uma lasanha deliciosa!

 

Espero que estas dicas fiquem na sua memória a próxima vez que você buscar uma receita para fazer você consiga “bater o olho” e definir qual receita é a melhor para reproduzir! Na duvida, só me chamar!

Com carinho,

 

Gabi Junqueira | Cozinheira Internacional, chef na Você Gourmet Gastronomia. Formada em Cozinha Internacional pela escola Wilma Kovesi, especializada em comida francesa pelo Institut Paul Bocuse, na França, e pós-graduada em Cozinha Avançada com ênfase em química dos alimentos, pelo SENAC. Bartender pela New York Bartending School.

Instagram: @vcgourmet | Facebook:www.facebook.com/vcgourmet