barra

Meu filho tem Alteração de Processamento Auditivo Central, e agora? Quando nos deparamos com esse diagnóstico muitas coisas podem passar pela nossa cabeça e podemos ficar confusos e assustados.

Mas vamos lá! Para conseguirmos processar os sons corretamente precisamos estar com as nossas habilidades auditivas bem desenvolvidas e funcionando direitinho.

São essas habilidades que nos permitem entender bem a fala em ambientes com muitas pessoas falando ao mesmo tempo, com barulho de fundo, como por exemplo, uma praça de alimentação ou uma sala de aula.

Elas também nos ajudam a perceber a diferença entre os sons parecidos como o som do “t” e do “d”. Nos ajudam a localizar de onde está vindo a fonte sonora, além de nos ditar a velocidade que vamos processar a fala.

Alteração de Processamento Auditivo

Então, se por algum motivo essas habilidades não se desenvolveram adequadamente e no tempo certo, podemos ter uma Alteração de Processamento Auditivo Central mesmo com a audição normal! E como podemos perceber isso?

Normalmente, as principais características de crianças com Alteração no Processamento Auditivo são, por exemplo, dificuldades para aprender, perguntar muitas vezes a mesma coisa, parecer mais distraído que o normal, não conseguir recontar uma história, reclamar muito de cansaço, entre outros.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito em crianças a partir de 7 anos de idade, com testes auditivos específicos para avaliar cada uma das habilidades auditivas aplicado pelo fonoaudiólogo.

Muitas vezes o diagnóstico de alteração de processamento auditivo vem junto com outras avaliações complementares. Por exemplo, uma avaliação de linguagem, neuropsicológica e psicoAlteração de Processamento Auditivo lógica.

A boa notícia, é que se o seu filho tem alteração de processamento auditivo não se preocupe! A reabilitação para essa alteração é o treinamento auditivo, portanto uma série de exercícios específicos para desenvolver e reabilitar as habilidades que estão alteradas. Como uma academia para o cérebro. Normalmente, o treinamento é rápido, eficaz e bem divertido  e seus resultados trazem muitos benefícios para as crianças!

Qualquer dúvida procure um fonoaudiólogo capacitado para conversar!

 

Tatiane Eisencraft Zalcman | Fonoaudióloga Doutora em Ciências da Reabilitação pela Faculdade de Medicina da USP | F3 – Fono, Foco e Família | 3034-4724

 

 

Compartilhe