barra

A marcha na ponta dos pés é uma queixa recorrente no consultório. Pode ser apenas um hábito desenvolvido por uma criança saudável, mas em outros casos pode ser indicativo de algo mais grave.

Isso acontece quando o bebê começa a andar com autonomia e não apóia os calcanhares no chão. Essa forma de marcha na ponta dos pés geralmente é bilateral. Caso apresente-se em apenas um dos lados, é sinal de algum outro problema.

É importante observar se a criança chega a apoiar os calcanhares em algum momento, ou ao ficar parada em pé, mostrando que não apresenta encurtamentos musculares.

A literatura indica que existe um padrão familiar relacionado a essa condição; existindo maior freqüência de familiares que também andaram em algum momento de seu desenvolvimento desta forma. Estima-se que entre 10-20% das crianças andem na ponta dos pés, apresentem esse tipo de marcha.

Vale ressaltar que em muitos casos, com o crescimento, as crianças deixem de andar desta forma. Caso isso não ocorra, recomendo que procure orientação do médico ortopedista.

 

Prof. Dr. Miguel Akkari | Chefe da Ortopedia e Traumatologia Pediátrica Santa Casa/SP. Professor da Faculdade de Medicina Santa Casa/SP.

CRM/SP 73801
(11) 2338-3609/3871-5592